09 julho 2006

MÍDIA E ETNIA: NOVOS DIÁLOGOS NA FENAJ

O Núcleo de Jornalistas Afro-brasileiros do Sindicato dos Jornalistas do Rio Grande do Sul esteve presente no 32º Congresso Nacional dos Jornalistas, de 5 a 8 de julho, promovido pela FENAJ (Federação Nacional dos Jornalistas), em Ouro Preto/MG. Essa edição do congresso trouxe, pela primeira vez em 60 anos, um painel específico sobre as questões étnico/raciais.

A jornalista gaúcha Jeanice Ramos representou o RS no painel "Jornalistas Afro-Descendentes", durante o evento que trouxe como tema central a “Liberdade de Imprensa e Democratização da Comunicação”. Inúmeros jornalistas não negros também se engajaram ao debate sobre a promoção da igualdade racial, luta histórica dos comunicadores afro-brasileiros que editam a conhecida IMPRENSA NEGRA no Brasil, desde 1833.

Segundo a jornalista Sandra Martins, da Cojira-Rio, o congresso consagrou algumas vitórias, como a inclusão do item cor nas fichas cadastrais com a auto declaração e o recorte racial no censo da categoria, para melhor conhecer os jornalistas afro-brasileiros.

Juntos, a Comissão de Jornalistas pela Igualdade Racial do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de São Paulo (Cojira/SP), a Comissão de Jornalistas pela Igualdade Racial do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Município do Rio de Janeiro (Cojira/RJ) e o Núcleo de Comunicadores Afro-brasileiros do RS do Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado do Rio Grande do Sul vêm dando visibilidade às questões étnico/raciais nos meios de comunicação e no mercado de trabalho, desde o 31º Congresso Nacional dos Jornalistas, quando aprovaram teses no evento em João Pessoa/PB, em 2004.

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Hot Sonakshi Sinha, Car Price in India