24 setembro 2006

MULHER NEGRA PODE MANDAR SARNEY PRA CASA

Por Dojival Vieira com informações de Antonio Lúcio

MACAPÁ - Uma mulher negra é o maior fenômeno das eleições deste ano e pode mandar de volta ao Maranhão o ex-presidente José Sarney, senador há 16 anos no Amapá, sem nunca ter morado no Estado. Trata-se de Cristina Almeida, do PSB, 40 anos, militante do Movimento Negro, ex-presidente do Incra e dançarina de um grupo de “marabaixo”, dança de matriz africana.

As pesquisas indicam uma disputa equilibrada. Cristina Almeida subiu de 8%, no início da campanha, em maio, para 40%, enquanto Sarney caiu de 58% para 47%. Dados mais recentes do Ibope, contudo, mostram que ela não parou de crescer e deve bater Sarney nas urnas no dia 1º, especialmente porque o ex-presidente tem uma rejeição extremamente alta: 37% dos amapaenses disseram que não votam nele de jeito nenhum.

A trajetória ascendente de Cristina já aparece entre os eleitores mais instruídos, onde ela já ultrapassou Sarney. Dados do Ibope mostram que entre os eleitores mais instruídos, com ensino médio e superior, Cristina é a preferida, com 47% das intenções de voto. Sarney ainda está na frente entre eleitores de baixa escolaridade – os que cursaram até a quarta série do ensino fundamental.

No desespero para tentar evitar a derrota iminente, o ex-presidente chegou a aparecer no horário eleitoral dançando "marabaixo". Cristina não se abateu com a apelação e deu o troco, fazendo uma exibição da dança no seu horário. "Só está faltando ele vestir roupas coloridas como as minhas e usar um turbante igual ao meu", ironizou.

Na campanha, a candidata do PSB lembra sua origem numa comunidade negra e pede que o povo do Amapá devolva ao Estado o mandato de senador.

O desespero de Sarney não ficou nos passos de “marabaixo”. No controle da maioria das emissoras de rádio, de televisão e dos jornais, ele abriu processo contra jornalistas, sites de busca e até blogs que publicaram uma foto de um muro onde foi pintada uma caricatura dele com a expressão “Xô”.

A decisão foi um tiro no pé. Milhares de blogs do Brasil e do exterior estão lançando a campanha “Xô Sarney”. Na semana passada, o ex-presidente sofreu mais um revés: o governador do Acre, Jorge Viana, que coordena a campanha de Lula na Região Norte foi a Macapá declarar apoio a Cristina, acompanhou a candidata em atividades da campanha, em Santana, o segundo maior colégio eleitoral do Estado, e fechou o dia em um comício em um dos bairros mais populosos de Macapá.

QUEM É CRISTINA ALMEIDA

A candidata do PSB é macapaense nascida no antigo bairro Alto e criada no bairro do Laguinho. É filha de Lourenço Tavares de Almeida e Luíza do Rosário Almeida. A família tem raízes na comunidade do Carmo do Macacoari e no Formigueiro. Em 1989, foi aprovada no primeiro concurso público para ingresso de mulheres no quadro da Polícia Militar do Amapá e passou a integrar a primeira turma de policiais femininas do ex-território.

Cristina é formada em Administração de Empresas pela Universidade da Amazônia. Foi aprovada em dois concursos públicos e, desde 1990, é funcionária da Assembléia Legislativa do Estado. Militante do movimento negro desde 1998, faz parte da UNA (União dos Negros do Amapá). Também fundou o IMENA – Instituto de Mulheres Negras do Amapá. Foi Secretária Estadual da Indústria, Comércio e Mineração (SEICOM) durante o segundo mandato de João Alberto Capiberibe no Governo do Estado e, em 2003, assumiu a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Turismo (SEMAT), na Prefeitura de Macapá.

De 2003 a 2006, exerceu a Superintendência Regional do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária – INCRA/AP. Como presidente do INCRA, foi responsável pela primeira titulação de áreas quilombolas no Amapá: Conceição do Macacoari e Mel da Pedreira, reconhecidas pela Fundação Palmares como remanescentes de quilombos. Também foi dela a iniciativa pelo único levantamento de terras públicas no Amapá, que resultou em denúncia formal junto ao Ministério Público Federal apontando autoridades locais como responsáveis pela grilagem de terras da União.

Fonte: Afropress (www.afropress.com)

0 comentários:

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Hot Sonakshi Sinha, Car Price in India