14 outubro 2006

SEPPIR DESCENTRALIZA AÇÕES PARA MARCAR OS 35 ANOS DA CONSCIÊNCIA NEGRA

por Isabel Clavelin e Mery-Lucy Souza, da assessoria de comunicação da Seppir

Há 35 anos, homens e mulheres do Grupo Palmares, reunidos entre idas e vindas pela Rua da Praia e a esquina Democrática, no centro de Porto Alegre, revelaram o 20 de Novembro como data do assassinato do líder Zumbi dos Palmares. A simbologia da data tornou-se elemento impulsor para a conscientização da negritude no Brasil, de mobilizações pela conquista de direitos e enfrentamento das disparidades entre os grupos sociais.

A rede tecida na capital gaúcha expandiu-se e, em 1978, durante congresso do Movimento Negro Unificado contra a Discriminação Racial, a data foi incorporada como referência para combate ao racismo e valorização da identidade afro-brasileira, passando a ser denominada "Dia Nacional da Consciência Negra".

Por conta desse marco, a Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir) da Presidência da República está organizando, em nível nacional, uma série de atividades (seminários nas áreas da saúde, educação e trabalho, exposições e mostras culturais) com entidades sociais atuantes no universo étnico-racial nos estados do Rio Grande do Sul, São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia e no Distrito Federal.

PELO RIO GRANDE

No Rio Grande do Sul, as ações estarão concentradas em Porto Alegre e Santa Maria aglutinando a valorização do patrimônio imaterial e material afro-brasileiro por meio da revitalização de clubes negros (como as conhecidas centenárias Sociedade Floresta Aurora e Satélite Prontidão), reestruturação dos quilombos urbanos e rurais, manifestações culturais e religiosas.

A programação se inicia em Porto Alegre, no dia 24 de novembro, envolvendo os quilombos urbanos da capital: Família Silva, Areal da Baronesa e dos Alpes no projeto Quilomboaxé. A iniciativa consiste no intercâmbio cultural entre artistas e ativistas culturais afro-brasileiros com as comunidades quilombolas, cujos saberes e valores culturais evidenciam preciosidades da identidade brasileira.

Já no dia 25 de novembro, a agenda contempla a região central do Rio Grande com a realização do 1º Encontro Nacional de Clubes Negros, tendo com público estimado cem representantes de sociedades, agremiações e clubes, além de ativistas quilombolas e religiosos de matriz africana. Santa Maria sediará um debate inédito sobre as estratégias de revitalização dos espaços culturais e de convivência negros, os quais detêm importância histórica por serem pólos de luta pela liberdade e sociabilidade do povo negro.

ARTICULAÇÕES LOCAIS

Em sua visita a Porto Alegre, nesta sexta-feira (13), a ministra Matilde Ribeiro foi recebida por grupos de comunicação para divulgação das comemorações dos 35 anos do 20 de novembro, Dia Nacional da Consciência Negra. Na Sociedade Beneficente Cultural Floresta Aurora, clube negro mais antigo do Brasil em atividade, encontrou-se com diferentes setores do movimento negro gaúcho (quilombolas, juventude, religiosos de matriz africana e ativistas culturais) para fomentar a programação para evidenciar os 35 anos da Consciência Negra e a participação de representantes locais nas demais atividades que serão promovidas nacionalmente.

www.presidencia.gov.br/seppir

0 comentários:

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Hot Sonakshi Sinha, Car Price in India