22 novembro 2006

TUDO PRONTO PARA O I ENCONTRO NACIONAL DE CLUBES E SOCIEDADES NEGRAS

Photobucket - Video and Image Hosting
www.clubesnegrosbr.blogspot.com

De 24 a 26 de novembro, acontece em Santa Maria o I Encontro Nacional de Clubes e Sociedades Negras do Brasil, no Park Hotel Morotin. A abertura será na sexta (24) e estão previstas as presenças da Ministra Matilde Ribeiro, da Secretaria Especial de Promoção da Igualdade Racial da Presidência da República (Seppir/PR), do Ministério da Cultura - representantes da Fundação Cultural Palmares, Ubiratan de Souza e presidente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), Luiz Fernando de Almeida, da Prefeitura de Santa Maria, da Coordenadoria Municipal de Políticas Públicas para Comunidade Negra de Santa Maria, demais autoridades, além de gestores, representantes e membros de vários Clubes e Sociedades Negras do Rio Grande do Sul e do Brasil.


PROGRAMAÇÃO:

****************
24/11 - sexta-feira

TARDE
14 - 19 horas
Recepção e Credenciamento

NOITE
19 - 21 horas - Apresentação de filmes, vídeos e informes sobre o encontro
21h - Janta

****************
25/11 - sábado

MANHÃ

9h – 9h45min -Solenidade de Abertura
Constituição da mesa:
Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir), da Presidência da República
Conselho Nacional de Promoção da Igualdade Racial (CNPIR), da Seppir
Ministério da Cultura (MinC)
Secretaria da Identidade e da Diversidade Cultural, do MinC
Fundação Cultural Palmares, do MinC
Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, do MinC
Pontos de Cultura do Programa Cultura Viva, do MinC
Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Prefeitura Municipal de Santa Maria
Coordenadoria Municipal de Políticas Públicas para a Comunidade Negra, da Prefeitura de Santa Maria
e demais autoridades.

• Hino Nacional

. Pronunciamento das Autoridades

•Apresentação da Comissão Organizadora do
1º Encontro Nacional de Clubes e Sociedades Negras

• Assinatura do Edital de Licitação da reforma do prédio do Museu Treze de Maio , pela Prefeitura Municipal de Santa Maria.

9h45min – 10h45min
Experiência de Outros Territórios Negros:
Vínculos na Resistência
Quilombos,
terreiros, afoxé/bloco,
afro/escola-de-samba.
Sociedade Protetora dos Desvalidos/Irmandade da Ordem 3ª do Rosário – Irmandade dos Homens Pretos

10h45min – 11h – Intervalo com Apresentação Artística

11h – 12h - Painel Governamental
Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir), da Presidência da República
Ministério da Cultura (MinC)
Secretaria da Identidade e da Diversidade Cultural, do MinC
Fundação Cultural Palmares, do MinC
Pontos de Cultura do Programa Cultura Viva, do MinC
Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, do MinC
Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Prefeitura Municipal de Santa Maria

12h - 13h30min– Intervalo para Almoço

TARDE

13h30min - 14 horas – Apresentação Artística

14h – 15h30min - Painel

1ª Palestra - Clubes e Sociedades Negras
Prof. Dr. Henrique Cunha Júnior
(Universidade Federal do Ceará)
Coordenador: Prof. Ms. Dilmar Luis Lopes
(Coordenador Municipal de Políticas Públicas para a Comunidade Negra)

2ª Palestra – Empreendedorismo
João Bosco Borba
(Presidente da Associação Nacional de Empresários e Empreendedores Afro-Brasileiros/ANCEABRA e Conselheiro do CNPIR)
Coordenador: Rubinei Machado
(1º Tesoureiro da Associação dos Amigos do Museu Treze de Maio)

*Questionamentos da plenária


15h30min – 16h – Intervalo com Apresentação Artística

16h – 17h30min – Painel

1ª Palestra - Centros de Cultura Afro
Antônio Carlos dos Santos (Vovô)
(Presidente do Ilê Aiyê)
Coordenador: Prof. Oliveira Silveira
(Conselheiro do CNPIR, escritor e poeta)

2ª Palestra - Ecomuseus e Museus Comunitários
Patrícia Maria Berg Trindade de Oliveira
(Vice-Presidente da União Internacional de Museus Comunitários das Américas)
Coordenadora: Esp. em Museologia Giane Vargas Escobar
(Diretora Técnica do Museu Treze de Maio)

* Questionamentos da plenária

17h30min – 18h30min - Revitalização dos Clubes Negros: Acesso às Políticas Públicas e Viabilização de Projetos
Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir), da Presidência da República
Fundação Cultural Palmares, do MinC
Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, do MinC
Coordenador: Prof. Ms. Dilmar Luis Lopes
(Coordenador Municipal de Políticas Públicas para a Comunidade Negra, da Prefeitura de Santa Maria)

*Questionamentos da plenária

NOITE
19h – 20h - Deslocamento - Visita ao Museu Treze de Maio (prédio da centenária Sociedade Cultural Ferroviária 13 de Maio)

20h - Regresso ao local do evento

20h30min – 21h - Comissão Organizadora
Divisão dos Grupos de Trabalho e
metodologia de trabalho para o dia seguinte

21h – Janta com Apresentação Artística


****************
26/11/06 – domingo

MANHÃ

GRUPOS TEMÁTICOS

8h30min – 10h
Trabalho em grupo
MÓDULO I – Clubes e Sociedades Negras
Prof. Dr. Henrique Cunha Júnior
Mediador: Rubinei Machado
Relator: Maria Rita Py Dutra
Secretário: Sirlei Terezinha Barbosa

MÓDULO II – Centros de Cultura Afro
Antônio Carlos dos Santos (Vovô)
(Presidente do Ilê Aiyê)
Mediador: Oliveira Silveira
Relator: Dilmar Luis Lopes
Secretário: Jorge Luiz Marinho dos Santos

MÓDULO III – Ecomuseus e Museus Comunitários
Patrícia Maria Berg Trindade de Oliveira
(Vice-Presidente da União Internacional de Museus Comunitários das Américas)
Mediador: Giane Vargas Escobar
Relator: João Heitor da Silva Macedo
Secretário: Jamile Arispe Xavier

10h – 10h30min - Intervalo com Apresentação Artística

10h30min – 12h -
Trabalho em grupo
MÓDULO I – Clubes e Sociedades NegrasProf. Dr. Henrique Cunha Júnior
Mediador: Rubinei Machado
Relator: Maria Rita Py Dutra
Secretário: Sirlei Terezinha Barbosa

MÓDULO II – Centros de Cultura Afro
Antônio Carlos dos Santos (Vovô)
(Presidente do Ilê Aiyê)
Mediador: Oliveira Silveira
Relator: Dilmar Luis Lopes
Secretário: Jorge Luiz Marinho dos Santos

MÓDULO III – Ecomuseus e Museus Comunitários
Patrícia Maria Berg Trindade de Oliveira
(Vice-Presidente da União Internacional de Museus Comunitários das Américas)Mediador: Giane Vargas Escobar
Relator: João Heitor da Silva Macedo
Secretário: Jamile Arispe Xavier

12h – 13h30min - Intervalo para Almoço

TARDE
14h – 15h30min
Trabalho em grupo
MÓDULO I – Clubes e Sociedades Negras
Prof. Dr. Henrique Cunha Júnior
Mediador: Rubinei Machado
Relator: Maria Rita Py Dutra
Secretário: Sirlei Terezinha Barbosa

MÓDULO II – Centros de Cultura Afro
Antônio Carlos dos Santos (Vovô)
(Presidente do Ilê Aiyê)
Mediador: Oliveira Silveira
Relator: Dilmar Luis Lopes
Secretário: Jorge Luiz Marinho dos Santos

MÓDULO III – Ecomuseus e Museus Comunitários
Patrícia Maria Berg Trindade de Oliveira
(Vice-Presidente da União Internacional de Museus Comunitários das Américas)
Mediador: Giane Vargas Escobar
Relator: João Heitor da Silva Macedo
Secretário: Jamile Arispe Xavier

15h30min – 16h – Intervalo com Apresentação Artística

16h – 17h30min - Elaboração do RELATÓRIO FINAL

17h30min – 18h30min - Solenidade de Encerramento -
Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir), da Presidência da República
Conselho Nacional de Promoção da Igualdade Racial (CNPIR), da Seppir
Ministério da Cultura (MinC)
Secretaria da Identidade e da Diversidade Cultural, do MinC
Fundação Cultural Palmares, do MinC
Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, do MinC
Pontos de Cultura do Programa Cultura Viva, do MinC
Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Prefeitura Municipal de Santa Maria
Coordenadoria Municipal de Políticas Públicas para a Comunidade Negra, da Prefeitura de Santa Maria
demais autoridades, palestrantes
e comissão organizadora.

Plenária – Leitura do RELATÓRIO FINAL dos grupos

18h30min - 19 horas
Apresentação do RELATÓRIO FINAL dos grupos e da
Carta de Santa Maria

*******************
LOCAL DO EVENTO:
Parque Hotel Morotin
RST 287 - Km 6,2
Bairro Camobi (Faixa Nova)
Santa Maria/RS

*******************
CONTATOS:

Coordenadoria Municipal de Políticas Públicas para Comunidade Negra de Santa Maria
Endereço: Praça Saldanha Marinho
Casa da Cultura – Sala 15
Fones: (55) 3221-8562 91253-950
coordnegro@santamaria.rs.gov.br
magmelo@ibest.com.br
museutrezedemaio@yahoo.com.br
www.santamaria.rs.gov.br

***************
REALIZAÇÃO:

Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial - (Seppir, da Presidência da República)
Prefeitura Municipal de Santa Maria
MUSEU TREZE DE MAIO

***************
COMISSÃO ORGANIZADORA do
1º Encontro Nacional de Clubes e Sociedades Negras

Dilmar Luis Lopes
(Coordenador de Políticas Públicas para a Comunidade Negra, da Prefeitura de Santa Maria)
Giane Vargas Escobar
(Diretora Técnica do Museu Treze de Maio)
Ivonete Carvalho
(Coordenadora de Projetos de Populações Tradicionais - Seppir/PR)
Isabel Clavelin
(Jornalista - Assessora de Comunicação da SEPPIR/PR)
Maria Rita Py Dutra
(Coordenadora do Núcleo de Educação do Museu Treze de Maio)
Oliveira Silveira
(Conselheiro do Conselho Nacional de Promoção da Igualdade Racial - CNPIR, da Seppir/PR)
Rubinei Machado
(1º Tesoureiro da Associação dos Amigos do Museu Treze de Maio)
Sirlei Terezinha Barbosa
(Secretária da Associação dos Amigos do Museu Treze de Maio)

*****************
COLABORADORES

Magda Melo
(Assessoria Administrativa)
Jorge Luis Marinho da Silva
(Presidente da Associação dos Amigos do Museu Treze de Maio)
Ronaldo Barbosa
(Babalorixá – Casa de Matriz Africana Ogun Onira)
Sátira Machado
(Jornalista - Criação e Manutenção do Blog
www.clubesnegrosbr.blogspot.com)

*******************
APOIO:
Secretaria de Município de Captação de Recursos e Relações Internacionais
Secretaria de Município e Assistência Social, Cidadania e Direitos Humanos
Curso de Comunicação Social: Jornalismo/UNIFRA
Curso de Turismo/UNIFRA


PARTICIPAÇÃO CONFIRMADA

*************
MUNICÍPIOS DO RIO GRANDE DO SUL

Clube 13 de Maio
(Associação dos Amigos do Museu Treze de Maio), Santa Maria

Clube Visconde do Rio Branco, São Sepé

Clube Treze de Maio e Salgueiro, Tupã

Clube Três de Maio, Cruz Alta

Sociedade Recreativa e Cultural União Restinguense, Restinga

Clube José do Patrocínio, Júlio de Castilhos

Clube Princesa Isabel, Formigueiro

Sociedade Harmonia, Caçapava

Grêmio Recreativo Beneficiente Operário, Santa Cruz

Sociedade Velha Guarda, Rio Pardo

Clube Recreativo Beneficente União Independente, Cachoeira do Sul

Sociedade Nego, Venâncio Aires

Sport Clube Brasil, Candelária

Clube Farroupilha, Livramento

Sociedade União Rosariense, Rosário do Sul

Sociedade Recreativa Cultural Zíngarus, Bagé

Clube Recreativo Riograndense, Dom Pedrito

Sociedade União Operária 1° de Maio, Alegrete

Sociedade União Filhos do Trabalho, Uruguaiana

Sociedade 15 de Novembro, São Gabriel

Clube Fica Ahi pra Ir Dizendo, Pelotas
(www.ficaai.blogspot.com)

Clube Cultural Chove Não Molha, Pelotas

Clube Depois da Chuva, Pelotas

Clube Cultural Estrela do Oriente, Rio Grande

Clube Cultural Braço é Braço, Rio Grande

Clube Guarani, Arroio Grande

Clube 24 de Agosto, Jaguarão

Sociedade 15 de Novembro, São Lourenço

Clube Recreativo Cultural Honorato Domingues Soares, Camaquã

Sociedade Visconde do Rio Branco, Passo Fundo

Sociedade Flor da Serra, Carazinho

Sociedade Princesa Isabel, Santo Angelo

Centro Cultural Hedeiros de Zumbi, Ijuí

Sociedade Floresta Aurora, Porto Alegre
(www.florestaaurora.com.br)

Associação Satélite Prontidão, Porto Alegre

Sociedade Rui Barbosa, Canoas

Sociedade Castro Alves, Canoas

Sociedade Floresta Montenegrina, Montenegro
(www.florestamontenegrina.blogspot.com)

Sociedade Cruzeiro do Sul, Novo Hamburgo

Sociedade 6 de Maio, Gravataí

Sociedade Os Tesouras, Arroio dos Ratos

Clube José do Patrocínio, Osório

Clube Ouro Preto, Butiá


*************
OUTROS ESTADOS DO BRASIL

Clube Cívico Cruz e Souza, Lages/SC

Clube Cultural 13 de Maio, Tijuca/SC

Clube Recreativo Novo Horizonte, Santa Catarina

Clube Subtenente da Polícia Militar, Santa Catarina


Baile do Carmo, Araraquara/SP

Clube 28 de Setembro, Jundiaí/SP

Sociedade 13 de Maio, Campinas/SP

Grêmio Recreativo Familiar Flor de Maio, São Carlos/ SP

Clube José do Patrocínio, São Paulo/SP


Clube Palmares, Volta Redonda/RJ

Renascença Clube, Rio de Janeiro/RJ


Clube Mundo Velho, Minas Gerais

Comunidades os Arturus, Minas Gerais

3 comentários:

O Negro No Brasil disse...

O Geógrafo Professor Milton Santos,precisa ser lido,comentado e divulgado por todos nós Brasileiros.Waldimiro de souza

O Negro No Brasil disse...

O Negro no Brasil é um marco histórico. Trago para esse Blog outro acontecimento histórico da luta do povo negro que é o Encontro Nacional Quilombinho, com 120 crianças e adolescentes das comunidades quilombolas. O Encontro é organizado pela CONAQ (Coordenação de Quilombos), Unicef e SEPPIR, em parceria com FCP, M. Saúde, M. do Esporte, Secretaria Nacional de Juventude, M. do Desenvolvimento Social, MEC.
Sairam matérias na TV Nacional

http://www.agenciabrasil.gov.br/media/videos/2007/07/04/Quilombinho.flv/view


http://www.agenciabrasil.gov.br/media/videos/2007/07/03/Encontro_Quilombola.flv/view

e no Bom Dia DF:

http://dftv.globo.com/Dftv/0,6993,2940-p-20070703-0,00.html
Mestrada em Antropologia na Unb
Abraço,
Bárbara

O Negro No Brasil disse...

Ao Excelentíssimo presidente Lula, saudações de muita paz e harmonia no seu governo. Este blog O Negro no Brasil Atual (1980), que tem uma participação de grande maioria dos seus eleitores. Vamos lembrar que a mãe preta que amamentava os filhos dos senhores de escravos, e seus próprios ficavam subnutridos, há de se lembrar que isso é um exemplo de dignidade, humildade e de extrema virtude e de doação do seu próprio leite que representa uma aliança de sangue. Posto isso sugerimos que o seu governo não destrua a imagem da mulher negra, chama o seu ministro da igualdade racial, ministro Edson Santos (SEPIR), para uma reconciliação e entendimento com a CONAQ em vez de uma nota de repúdio seja um exemplo de zumbi, “conviver em harmonia com todos os segmentos da sociedade de amor a vida e vivificá-la”. A demissão de Givânia teve a uma nota de protesto e solidariedade dos quilombolas pela sua representação de confederação, com muita humildade. Esse blog solicita essa gestão administrativa no seu governo, pela vossa experiência de sindicalistas (que é o entendimento). Paz e harmonia.
Waldimiro de Souza
http://onegronobrasil1980.blogspot.com
Nota de Repúdio pela exoneração da companheira Givânia Maria Silva, Subsecretária da SUBCOM/SEPPIR.
Leiam e repassem.
Ats,
Ronaldo dos Santos
Coord. Execut. CONAQ

Rio de Janeiro, 04 de abril de 2008.
NOTA DE REPÚDIO

A CONAQ – Coordenação Nacional de Articulação das Comunidades Negras Rurais Quilombolas vem através desta, externar sua indignação e seu repúdio contra a atitude desrespeitosa do Sr. Ministro da Igualdade Racial, Edson Santos, que anunciou nesta quarta-feira (03/04) a exoneração da Sra. Givânia Maria Silva, Subsecretária da Subsecretaria de Políticas para Comunidades Tradicionais da Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (SUBCOM/SEPPIR ), desconsiderando todo diálogo feito com essa Coordenação em audiência realizada no dia 04 de março do corrente ano.
É fundamental apresentarmos um resgate histórico sobre a presença da Sra. Givânia Maria da Silva à frente da SUBCOM/SEPPIR. Givânia representava nessa pasta o espaço institucionalizado de diálogo do movimento quilombola, representado pela CONAQ e pelas várias Coordenações, Associações e Federações Estaduais de Quilombos existentes nas diversas regiões do país.
Para muito além de representar um cargo, a vinda de Givânia Silva a esse posto se deu a partir de um objetivo mais amplo que foi o de fortalecer e consolidar as políticas públicas voltadas às comunidades quilombolas a partir das demandas e do diálogo estreito com os próprios sujeitos dessa política, ou seja, com as comunidades quilombolas. Ressaltamos, ainda, que essa construção dialogou com a importância dada a essa política como pilar central desta Secretaria Especial.
A decisão tomada pelo Sr. Ministro, nessa quarta-feira não respeitou também o calendário eleitoral. Como é de conhecimento público, a companheira Givânia é vereadora de segundo mandato, pelo Partido dos Trabalhadores, do município de Salgueiro - PE. Uma vez tomada a decisão coletiva do movimento de que a vinda de Givânia à Seppir era estratégica para a política de quilombos, esta licenciou-se do cargo que ocupava em seu município.
Nos diálogos estabelecidos com o gabinete do Sr. Ministro, foi apontada a necessidade de que, caso viessem a ocorrer mudanças, as mesmas deveriam ser feitas antes do período de prévias dos partidos, para possibilitar a continuidade dos projetos eleitorais das comunidades quilombolas, que têm no mandato de Givânia uma forte representação das suas causas. De modo irresponsável, a exoneração da companheira deu-se posteriormente ao período de prévias dos partidos, contrariando os acordos estabelecidos e impossibilitando a continuidade do projeto de ocupar cargos eletivos em seu município para o próximo período, estratégia tão fundamental às comunidades quilombolas.
Enquanto sujeitos políticos que somos, entendemos perfeitamente como se dão essas costuras políticas, e a necessidade que um gestor tem de efetuar substituições nos quadros que compõem sua equipe. Isso, contudo, não foge à necessidade de estabelecer um diálogo de construção respeitoso e ético com os sujeitos dessa política, no desenrolar de fatores estratégicos como esse.
Repudiamos então, a atitude do Sr. Ministro que coloca em cheque a relação de confiança estabelecida com nosso movimento, uma vez que sua posição foi de que a companheira Givânia Silva não seria alvo de perseguições políticas e que sua continuidade ou não no cargo seria conseqüência dos resultados concretos de seu trabalho. Um mês depois dos compromissos assumidos, a situação se reverte e é resolvida com uma simples conversa inesperada, sem sequer um contato prévio com o movimento, no sentido de informar e justificar o que haveria de acontecer, mesmo que fosse irreversível. O ponto central desse desenrolar é que a preocupação com a condução e fortalecimento das políticas de quilombos pareceu ser a última presente na decisão tomada pelo Sr. Ministro.
Apresentamos nosso grande temor de que essa situação delicada interfira efetivamente nos resultados da política do Governo Federal voltada às comunidades quilombolas, no âmbito do Programa Brasil Quilombola, considerando que:
O diálogo entre SEPPIR e CONAQ inicia-se com um marco de relação que não preza pelo respeito às partes, nem tão pouco pela construção de diálogo conjunto que vise à construção e efetivação das políticas públicas para as comunidades quilombolas;
Há um risco real de que a interlocução entre este Governo e as comunidades quilombolas se dê por meio de organizações não governamentais do movimento negro urbano e representantes quilombolas ligadas à esses grupos, em detrimento da consolidação do movimento quilombola, situação esta vivenciada ao longo da história da SUBCOM/SEPPIR até o 1º semestre de 2007. Denunciamos ainda que essa postura não respeita as legislações que sustentam essa política, tais como a Convenção 169 da OIT.
Os investimentos da Agenda Social e do Programa Brasil Quilombola (PBQ) correm o risco de serem canalizados para esses mesmos grupos citados acima, com o claro objetivo já conhecido de fortalecê-los política e institucionalmente, não atendendo os objetos da política que é o real desenvolvimento sustentável das comunidades quilombolas e de seu movimento na defesa dos seus direitos.
Finalizando esse documento-denúncia, queremos tornar público o risco que corremos de descaso na condução da política para as comunidades quilombolas, sobretudo no que se refere à implementação efetiva do disposto no artigo 68 da Constituição Federal, do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias, bem como o disposto no Decreto 4887/2003, em relação à efetivação do nosso direito irrevogável à terra.
Diante da difícil conjuntura politica que atravessamos, onde a inoperância do INCRA se perpetua por todo Brasil, o governo propõe uma péssima versão de Instrução Normativa em substituição a de n°. 20 do INCRA, piorando consideravelmente os procedimentos administrativos para a regularização fundiária dos territórios quilombolas; o decreto 4887/07 corre o risco de ter seus efeitos anulados por decisão do STF (Supremo Tribunal Federal) e também da Câmara dos Deputados; e a articulação contrária da Bancada Ruralista, do agronegócio fortalecidas pela fidelidade da grande mídia aos seus projetos políticos, que continua cada vez melhor orquestrada, sustentados pelos projetos de infra-estrutura do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento do Governo Federal), nossa situação torna-se ainda mais delicada.
Queremos dizer com tudo isso que apesar da total insatisfação, a CONAQ, enquanto entidade de representação do movimento quilombola nacional, mantém o diálogo com esse governo, e mais do que isso, não abre mão dessa interlocução, ressaltando que não admitiremos ver mais uma vez nossas comunidades sofrendo um processo de massacre social e político extremo por todo o país, enquanto nossa política e os recursos públicos nelas aplicados servem apenas para financiar “interesses” de grupos políticos cuja prática não traduz nenhum compromisso com a política quilombola.
Atenciosamente,
____________________________________
Ronaldo dos Santos
Coordenador Executivo da CONAQ
Coordenação Nacional de Articulação das Comunidades Negras Rurais Quilombolas – CONAQ
jhonnyquilombola@gmail.com
rscampinho@yahoo.com.br

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Hot Sonakshi Sinha, Car Price in India