04 abril 2010

RS investe mais de hum milhão na Igualdade Racial










A jornalista Sátira Machado, ex-titular da Coordenadoria Estadual das Políticas de Igualdade Racial do RS (Copir) e ex-conselheira do Conselho Estadual de Participação e Desenvolvimento da Comunidade Negra (Codene), faz um balanço de sua gestão (2008-2010). www.sjds.rs.gov.br

Desde 1º de abril licenciada do cargo de servidora para concluir o doutorado, após dois anos à frente da Coordenadoria Estadual das Políticas de Igualdade Racial do RS (COPIR), órgão vinculado ao Departamento de Cidadania e Direitos Humanos da Secretaria Estadual da Justiça e do Desenvolvimento Social do RS, Sátira Machado encerra suas atividades contabilizando mais de hum milhão de reais investidos em políticas públicas de igualdade no Estado, repassados através dos projetos: RS Quilombola, RS Negro e Rede Parceria Social.

***
Projeto RS QUILOMBOLA















Quilombo dos Munhós,
em Lavras do Sul


Em 2009, em parceria com o Codene, a Emater e a Sulgás, a COPIR executou o projeto "Construindo Alternativas de Segurança Alimentar e Geração de Renda para as Comunidades Remanescentes de Quilombolas do RS", no valor de 200 mil reais para promover a inclusão produtiva de 764 famílias de 18 comunidades quilombolas de 12 municípios: Tavares, Mostardas, Palmares do Sul, Canguçu, Lavras do Sul, Aceguá, São Gabriel, Nova Palma, Cachoeira do Sul, São Lourenço do Sul, Pelotas e Porto Alegre.

Em janeiro de 2010, em parceria com o Codene, o Departamento Estadual de Assistência Social (DAS/RS), o Conselho Estadual de Assistência Social (CEAS/RS) e os CRAS municipais, a COPIR ampliou o projeto repassando 90 mil reais para as prefeituras qualificarem o atendimento às famílias quilombolas de Tavares, Palmares do Sul, Canguçu, Lavras do Sul, Aceguá, São Gabriel, Nova Palma e Cachoeira do Sul.



















Capacitação de Gestores, em Porto Alegre

Em 2010, em parceria com o Codene, o DAS, o CEAS e os CRAS municipais, a COPIR estende o projeto e está em processo de repasse de mais 300 mil reais para as prefeituras atenderem 883 famílias de 30 comunidades quilombolas de 21 municípios: Alegrete, Sertão, Canguçu, Pedras Altas, Pelotas, São Lourenço do Sul, Mostardas, Porto Alegre, Canoas, Terra de Areia, Arroio do Tigre, Formigueiro, Rio Pardo, São Sepé, Viamão, Santana da Boa Vista, Santana do Livramento, Capivari do Sul, Muitos Capões, Rosário do Sul e Salto do Jacuí.

***
Projeto RS NEGRO
Em 2008, em parceria com o Codene, o Arquivo Histórico do RS, o Memorial do RS, a EDIPUCRS e o Banrisul, a COPIR executou o projeto "RS Negro: cartografias sobre a produção do conhecimento", no valor de 30 mil reais, distribuindo 1.000 exemplares da obra para a implantação da Lei Federal 10.639/03, que inclui a "História e Cultura Afro-brasileira" no currículo escolar brasileiro.











Capa livro RS Negro

Em 2009, em parceria com o Cepi, o Arquivo Histórico do RS, o Memorial do RS, a EDIPUCRS e o Banrisul, a COPIR executou o projeto "RS Índio: cartografias sobre a produção do conhecimento", no valor de 30 mil reais, distribuindo 1.000 exemplares da obra para a implantação da Lei Federal 11.645/08, que inclui a “História e Cultura Indígena” no currículo escolar brasileiro.

Os livros RS Negro e RS Índio estão disponíveis em www.pucrs.br/edipucrs/ahrs/index.html na forma de e-book (http://www.pucrs.br/edipucrs/ahrs/rsnegro.pdf) (http://www.pucrs.br/edipucrs/ahrs/rsindio.pdf).

As Coordenadorias Regionais de Educação (CREs) da Secretaria de Educação do RS receberam exemplares, nas nove regiões do Estado.

Em 2010, ampliando o projeto em parceria com o Codene, a Fundação de Educação e Cultura do Sport Club Internacional (Feci), a CEEE e a UERGS, a COPIR lança o projeto "RS NEGRO: educando para a diversidade", no valor de 225 mil reais, cuja ação prevê a distribuição de 1.000 kits multimídia (livro, CDs de audio e aulas, revista, vídeo e poster book) sobre o negro no RS.

















Cesardo Júlio Vignochi
, Presidente da Feci
Jorge Vieira da Cunha, Assessor da Feci

A capacitação para o kit será ministrada pela UERGS, universidade que está criando o NEABI - Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros e Indígenas.











Professoras Leunice Oliveira, Maria da Graça Paiva e Maria Helena Santana reunidas com o Pró-Reitor de Extensão da Uergs, Júlio Bernandes na criação do NEABI.

***
Projeto REDE PARCERIA SOCIAL

Em 2009, em parceria com o Codene, a Fundação de Educação e Cultura do Sport Club Internacional (Feci) e a Wal-Mart, a COPIR executou o projeto "Saci Colorado: incluindo a memória afro-brasileira" abrindo edital no valor de 150 mil reais para ações de valorização da história, memória e tradição dos afro-gaúchos, dentro do programa Rede Parceria Social do SJDS (www.sjds.rs.gov.br).

















Isabel Landin, presidente do Négo Foot Ball Club,
protagoniza projetos dos Clubes Sociais Negros na RedeNa primeira edição foram contemplados os seguintes projetos:

Candances” da Associação Négo Foot Ball Club de Venâncio Aires;
Estilo África” da Horta Comunitária Joana de Ângelis de Novo Hamburgo;
Águia Agito, Resgate e Valorização” da Soc.Cultural e Beneficente União de Santa Cruz;
África Nação” da Educativa: Ação p/Saúde, Educação e Cidadania de Alvorada;
Projeto Movimento Circular” da Associação Madre Teresa de Jesus de POA;
Nganos: Memória de um Passado Presente” do Movimento Direitos da Criança e do Adolescente de POA;
Berimbalando Sonhos” da Associação Projeto Surfar de POA;
Anastácias - Guerreiras nas Redes Sociais” da Associação das Mulheres do Multiplicar de Canoas;
Diversidade e Negritude no Morro da Cruz” do Instituto Leonardo Murialdo de POA;
Campo da Cultura” da Associação Comunitária Campo da Tuca de POA.

Em abril de 2010, na segunda edição do projeto "Saci Colorado: incluindo a memória afro-brasileira", a Feci abre novo edital no valor de 200 mil reais, em parceria com a CEEE, para contemplar mais 10 projetos.

**********************
20 DE NOVEMBRO
Em 2009, ampliando a redemocratização do Codene, foram realizadas, de forma inédita e decentralizada, a Abertura e o Encerramento oficiais das Comemorações do 20 de Novembro - Dia da Consciência Negra - no Estado do RS, realizadas pelo Codene e a Copir em parceria com a Casa Civil, Coordenadoria Estadual da Mulher, Escola de Saúde Pública, Prefeitura de Santana do Livramento, entre outros parceiros.















Batista Conceição, Vereador em Livramento
Lorensa Carrion, da Embaixada da África do Sul
Prefeito Wainer Machado, de Livramento

A ABERTURA aconteceu em âmbito internacional, na fronteira entre o Brasil e o Uruguai, nas cidades de Santana do Livramento e Rivera. O evento reuniu mais de 300 lideranças do poder público e da sociedade civil das cidades de Venâncio Aires, Lavras do Sul, Hulha Negra, Caçapava do Sul, Canoas, Palmares do Sul, Candiota, Viamão, Eldorado do Sul, Esteio, Bagé, Aceguá, São Leopoldo, Canguçu, Caxias do Sul, Porto Alegre, além da população da fronteira e da representação da Embaixada da África do Sul no BR, que homenageou Mandela.

















OAB de Santana do Livramento recebe
Liliana Cardoso, da CEM
Jaqueline Soares, da Secretaria Estadual de Saúde e
Marcelo Chaves, da Casa Civil do RS, durante evento do 20 de novembro

O ENCERRAMENTO foi marcado pelo 1º Desfile Temático do "20 de Novembro - Dia da Nacional da Consciência Negra" realizado no Brasil, por iniciativa do Presidente do Codene, Victor Hugo Amaro, também vice-presidente da Associação das Entidades Carnavalescas de Porto Alegre e do RS.

















Diretoria do Codene
Francisca Bueno
, da ACMUN
Victor Hugo Amaro, da AECPARS
Liliana Cardoso, da CEM
Lisiane Ferreira, da Sedac


O evento reuniu mais de 1.200 participantes dos municípios de Caçapava do Sul, Palmares do Sul, Mostardas, São Leopoldo, Canoas, Canguçu, Montenegro, Venâncio Aires, Santa Rosa, Santo Ângelo, Passo Fundo, Brasília e Porto Alegre, que dançaram ao som de samba enredo feito especialmente para a ocasião.




















Desfile Temático, com presença de Evandoir e Cristina da Liga da Canela Preta



IGUALDADE RACIAL

















Conferência Regional,
em Santa Rosa

Em 2009, cerca de mil lideranças do RS participaram de Conferências Regionais de Promoção da Igualdade Racial, realizando reflexões sobre políticas públicas para os afro-brasileiros, povos indígenas, populações ciganas e diálogo árabe, palestino e israelita no Brasil. As conferências aconteceram nas 9 Regiões do RS, nos municípios de Montenegro, Venâncio Aires, Caxias do Sul, Osório, Pelotas, Santana do Livramento, Santa Rosa, Santa Maria e Passo Fundo.














Rei e Rainha Ginga participaram da Conferência Regional em Osório

Reunindo delegados regionais, a II Conferência Estadual de Promoção da Igualdade Racial do RS aconteceu em Porto Alegre, com representantes do poder público e da sociedade civil que elegeram uma delegação gaúcha, cuja participação foi garantida na II Conferência Nacional de Promoção da Igualdade Racial, em Brasília, convocada pela Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir) do Gabinete do Presidente da República.

*******************

AGRADECIMENTOS
Aos AMIGOS, que nas horas difíceis, quando estava quase sem forças para prosseguir, me mostraram que o importante é erguer a cabeça, olhar para a frente e seguir avante, confiando e sendo perseverante.

ÀQUELES que serviram de obstáculo, somente àqueles que, com seus problemas e dores humanas, não foram amigos, mas que também passaram por mim, contribuindo com o meu crescimento pessoal. Meu respeito e minha compreensão.

Ao UNIVERSO, que me deu forças para mudar as coisas que podem ser mudadas, serenidade para aceitar aquelas que não pude mudar e sabedoria para perceber a diferença.















Obrigada,Sátira MachadoBiografia - Sátira Machado nasceu em 04 de março de 1970. Neta de Rosa e Nelson Pereira - de Canguçú - e de Celso e Assumpção Machado - de Pelotas, cresceu entre os familiares no Clube Cultural Fica Ahi - clube social negro da região Sul do RS. Na década de 70, migrou com os pais Celso e Rosa para Caxias do Sul e depois para Porto Alegre, onde formou-se professora no Instituto de Educação, em 1988. Irmã de Ìcaro, Luren, Luana, mãe de Lucca e companheira de Sidnei, hoje vive em Viamão.

Na década de 90, graduou-se em jornalismo na Famecos/PUCRS tornando-se Mestre em Letras em 2000. Durante oito anos foi editora do Jornaleko, jornal infantil distribuído gratuitamente para as séries iniciais da rede de ensino gaúcha.

Em 2004, iniciou sua militância no movimento de mulheres negras na ACMUN, onde passou a integrar várias redes de controle social, culminando com a produção de diversos produtos de comunicação feitos em parceria com o militante Oliveira Silveira (
http://www.oliveirasilveira.blogspot.com/), principalmente para os Clubes Sociais Negros e a para a Liga da Canela Preta no RS.

Em 2006, foi uma das idealizadoras do Grupo de Pesquisa Educomunicação e Produção Cultural Afro-Brasileira (
www.pucrs.br/faced/educomafro) na Pucrs e coordenadora do Núcleo de Pesquisa das Etnias Africanas do Museu Antropológico do RS, onde escreveu o capítulo “Mulher Afro-Gaúcha: negritude à flor da pele” do livro Mulheres do Rio Grande do Sul: Diversidade – etnias indígena, espanhola, cigana, luso-açoriana e africana no RS (Disponível em http://www.sounegrasim.blogspot.com/).

No mesmo ano, ao adquirir o diploma de conselheira em Direitos Humanos junto à SEDH do Governo Federal, passa a integrar o grupo de implantação de ações do “PIM na Diversidade: quilombolas e indígenas”, no programa Primeira Infância Melhor (PIM) desenvolvido pela Unesco/ONU e a Secretaria Estadual da Saúde (
http://www.pim.saude.rs.gov.br/). Também passou a ser membro do Grupo de Pesquisa Mídia e Multiculturalismo da Unininos (http://www.midiaculturaecidadania.wordpress.com/).

Em 2008, aceitou o desafio de ser titular da Coordenadoria Estadual das Políticas de Igualdade Racial do RS (Copir) e conselheira do Conselho Estadual de Participação e Desenvolvimento da Comunidade Negra do RS (Codene), à convite de Fernando Schüler, junto ao Departamento de Cidadania e Direitos Humanos da Secretaria de Justiça e do Desenvolvimento Social do RS.
Em abril de 2010, licenciou-se do cargo de servidora pública para concluir o Doutorado em Comunicação na Unisinos. No pós, sua pesquisa tem ênfase nas políticas públicas de comunicação para a promoção da igualdade.


3 comentários:

Jaqueline disse...

"Tempo de entusiasmo e coragem em que todo desafio é mais um convite à luta que a gente enfrenta com toda disposição de tentar algo novo, de novo e de novo, e quantas vezes for preciso". Mário Quintana

Parabéns Sátira pelo teu BRAVO trabalho !!!

Pedro De Camillis disse...

Olá Sátira!
Parabéns pelo blog!
Te convido a conhecer o blog do Coletivo Catarse (http://coletivocatarse.blospot.com), pois certamente te interessa o nosso trabalho. Somos um coletivo de comunicação e cultura e temos trabalhado junto aos movimentos quilombolas. Também estaremos lançando um documentário sobre o Tambor de Sopapo (que tem seu próprio blog: http://tambordesopapo.blogspot.com)
Espero que aprecie!!!
Att, Pedro De Camillis.

Unknown disse...

Olá Sátira,
Parabéns pelo teu blog. Convido a conhecer o blog http://onegronobrasil1980.blogspot.com/ e colaborar, com a tua opinião, sobre o fato que envolve a Ministra Eliana Calmon.
Um abraço,
Luciane.
Brasília/DF

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Hot Sonakshi Sinha, Car Price in India