22 abril 2012

SPM participa do lançamento do RS Mais Igual incluindo as mulheres

A secretária de Políticas para as Mulheres, Márcia Santana, integrou o lançamento do Programa RS Mais Igual, onde a SPM/RS desenvolve ações de inclusão das mulheres.
Governo recebe a adesão de 33 municípios ao RS Mais Igual
Trinta e três municípios da Região Metropolitana aderiram neste sábado (21) ao programa estadual RS Mais Igual, durante ato realizado no Centro Humanístico Vida, em Porto Alegre. A parceria vai promover ações de transferência de renda, ampliação do acesso aos serviços públicos e geração de oportunidades à população que vive em situação de vulnerabilidade econômica e social. Ao todo, 150 municípios já aderiram ao programa
, que está integrado ao Plano Brasil Sem Miséria, da União.

Junto ao ato de assinatura, o Governo do Estado lançou o RS Mais Renda, que visa estimular o desenvolvimento do Rio Grande do Sul por meio da qualificação de recursos humanos. O Executivo pagará uma complementação de renda mensal de R$ 50,00 para os beneficiários do Bolsa Família, que estejam matriculados no ensino médio, EJA ou cursos de qualificação profissional. Os primeiros cartões de benefícios do RS Mais Renda foram entregues durante a solenidade, pelo governador Tarso Genro. Eles possibilitam sacar os valores em agências da Caixa Econômica Federal ou casas lotérica por, no mínimo, seis meses.

Desde março, o RS Mais Renda já beneficia 5.514 pessoas. O chefe da Casa Civil, Carlos Pestana, destacou que a meta é atingir 90 mil famílias até 2014, sendo 22 mil até o final de 2012, 28 mil em 2013 e 40 mil em 2014, totalizando 306 mil pessoas em situação de extrema pobreza no Estado. Segundo ele, este é um dos projetos mais importantes para o Governo gaúcho porque investe nas pessoas que mais precisam da presença do Estado.

O governador Tarso Genro disse que o RS Mais Renda integrado com o Bolsa Família é a porta de saída da miséria absoluta no Estado, porque dá às pessoas uma chance de disputar uma colocação no mercado de trabalho nas diversas oportunidades que o País hoje oferece. Em seu discurso, Tarso ressaltou que o programa não é uma dádiva, nem apenas mais um projeto social, e sim um programa de inclusão social, profissional e técnica contra a desigualdade de oportunidades.

Paralelo ao lançamento do RS Mais Renda e a adesão dos municípios ao RS Mais Igual, o Governo do Estado promoveu também o quarto Mutirão Social para buscar as famílias que ainda estão fora do cadastro único - responsável pelos benefícios dos programas sociais. Além da inscrição no Bolsa Família, RS Mais Renda, Minha Casa Minha Vida, Tarifa Social de Energia e Próximo Passo, as pessoas puderam ter acesso à confecção gratuita de documentos, como a carteira de identidade, CPF, certidões, oficinas culturais e de reciclagem, feira de economia solidária e inclusão digital.

Atualmente o RS possui 449.638 famílias beneficiárias com o Bolsa Família, sendo que a estimativa é de que existam no Estado 542 mil famílias em situação de pobreza extrema. Desta forma o RS é o 15° Estado mais pobre do País.

Texto: Luciane Franco
Foto: Caroline Bicocchi/Palácio Piratini
Edição: Redação Secom
Fonte: SPM

0 comentários:

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Hot Sonakshi Sinha, Car Price in India