13 julho 2016

Festival Latinidades - 9º Edição (2016)


Festival Latinidades – reflexão e festa da diáspora negra

Em sua nona edição Latinidades se consolidou como o maior festival de mulheres negras da América Latina. Seu diferencial, além da quantidade de estados e países envolvidos, diz respeito tanto ao seu caráter cultural quanto ao formativo.

O projeto é bastante conhecido por seus debates e publicações, mas também pelos grandes shows. Todos os anos Latinidades envolve música, dança, teatro, literatura, formação, capacitação, empreendedorismo, economia criativa e comunicação e é realizado por meio de diversas atividades pelo Distrito Federal. Nasceu com intuito de celebrar o Dia da Mulher Afro Latino Americana e Caribenha e abrir espaço para convergir debates e iniciativas do estado e da sociedade civil relacionadas à promoção da igualdade racial e enfrentamento ao racismo e sexismo.

Desenvolve diálogos com o poder público, organizações não-governamentais, movimentos sociais e culturais, universidades, redes, coletivos e outros grupos. Latinidades foi criado para dar visibilidade e celebrar a cultura negra produzida na África e na diáspora, com foco especial na América Latina e Caribe.

Veja programação: http://www.afrolatinas.com.br/

Em 29 de julho de 2016

Mesa: Educomunicação e combate ao racismo

10h00 \ Museu Nacional

A inter-relação entre Educação e Comunicação consiste numa promissora ferramenta de combate ao racismo e de promoção da cultura negra. A abordagem interdisciplinar e o emprego de múltiplos formatos e mídias disponíveis apresentam novas possibilidades educativas, mais dinâmicas e atraentes.

Jean Yves Bassangna (Camarões) : Co-fundador e design de som do Kiro’o Games Studio, com sede em Camarões, que desenvolveu o jogo “Aurion: Legacy of the Kori-Odan”. O game tem por base a mitologia, a moda e as músicas de diferentes regiões da África.

Denise Teófilo (SP): Empreendedora social, arte-educadora e ativista, Denise é cofundadora do projeto de afrobetização Adeola Princesas e Guerreiras, que enfoca o empoderamento e representatividade das crianças e da juventude negra nas escolas. Graduou-se em Ciências Econômicas na UFSCar; foi oficineira e cofundadora na Muta Mundi; cofundadora e membro do coletivo N.E.G.R.R.A.; e membro do Conselho Municipal do Jovem de Sorocaba .

Sátira Pereira Machado (RS) : Mestra em Letras e Doutora em Comunicação, é Professora no Bacharelado em Produção e Política Cultural da Unipampa-RS. Atualmente, cursa o pós-Doutorado em Comunicação com ênfase em Educomunicação no POSCOM/UFSM. É coordenadora executiva do Projeto RS Negro,
diretora de relações internacionais da ABPN e membro da ABPEducom.

Debatedora: Fernanda Luiza Duarte (DF)
Formada em Comunicação Social: Jornalismo pela Universidade Estadual Paulista (Unesp), é especialista em Jornalismo Digital e em Mídias na Educação. Atualmente é jornalista do Portal EBC, na Empresa Brasil de Comunicação (EBC). É membro da Associação Brasileira de Pesquisadores e Profissionais de Educomunicação (ABPEducom) desde 2013.

Clique para ver o mapa desta atividade.CompartilheX

0 comentários:

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Hot Sonakshi Sinha, Car Price in India